Senado Federal presta homenagem à Campanha da Fraternidade 2011

"Conciliar as necessidades da humanidade com as do planeta terra, repensar as atitudes da sociedade para com a natureza, praticar ações em prol do meio ambiente, agir a partir de gestos pequenos no seio da família”. Estes foram alguns pontos de destaque da sessão especial em comemoração ao Lançamento da Campanha da Fraternidade 2011, “Fraternidade e a Vida no Planeta”, que aconteceu na tarde desta terça-feira, 15, no plenário do Senado Federal. Doze senadores e a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, discursaram durante a sessão que foi requerida pela senadora Ana Rita Esgário, e presidida pela senadora Marta Suplicy. Em seu pronunciamento, a presidenta afirmou que a temática da CF-2011 chegou em momento oportuno e que, mais do que reflexões, a Campanha é importante porque lança possibilidades de agir sobre as questões ambientais na atualidade.

“É oportuna e atualíssima a discussão proposta pela Campanha da Fraternidade deste ano. A partir do tema ‘Fraternidade e a Vida no Planeta’ a campanha diz que não basta reflexões sobre o que é certo e errado, vai além, e nos faz mudar atitudes e comportamentos a partir da ação”, enfatizou a presidenta. “A CF-2011 nos mostra que exemplos pequenos podem se tornar grandes”, concluiu seu pensamento a senadora Marta Suplicy.


A requerente da sessão, senadora Ana Rita, parabenizou a CNBB pela iniciativa em abrir discussão em torno do ‘aquecimento global e mudanças climáticas’. Ela citou a tragédia da Região Serrana do Rio de Janeiro como um exemplo de degradação ambiental que sofre o país e, ao mesmo tempo, um fato motivador para repensar políticas públicas de superação da pobreza no Brasil. “A ‘criação geme em dores de parto’ porque nós causamos as agressões ao meio ambiente. Basta olhar a tragédia no estado do Rio de Janeiro para se dar conta da necessidade de reavaliar ações e promover políticas públicas para evitar tantas mortes e, a partir de situações como aquela, nos motivarmos a trabalhar pela causa do meio ambiente a que chama a Campanha da Fraternidade 2011”, disse a parlamentar. Ela destacou ainda que a CF é um chamado a todas as pessoas sem distinção. “A CF chama sem distinção de pessoas para rediscutir paradigmas em busca de caminhos para modelos de produção e consumo saudáveis em detrimento de modelos predatórios”, sublinhou Ana Rita.

“A Campanha da Fraternidade todos os anos propõe reflexões e ações concretas em torno de temas relevantes para diminuir injustiças, educar para a vida da sociedade e evangelizar para o amor”. As afirmações são da senadora Marisa Serrano. De acordo com ela, a iniciativa da CNBB é “valida” porque a CF tem o poder de movimentar milhões de pessoas em todo o país em torno de discussões “atualíssimas” com a deste ano. Ainda segundo a senadora, a CF “promove a dignidade humana, cria uma agenda positiva para o país e humaniza problemas na pauta do dia a dia da população”.
Também homenageou a Campanha da Fraternidade o senador Eduardo Suplicy. Ele também fez questão de lembrar tragédias naturais como a ocorrida na Região Serrana do Rio de Janeiro no início do ano, e a Angústia por que passa o Japão neste momento. “A Campanha da Fraternidade traz à discussão um tema justamente após a tragédia que devastou a Região Serrana do Rio e no exato momento em que o Japão sofre com terremotos e tsunamis que assolaram o país. Quero aqui parabenizar a iniciativa da CNBB por pautar a discussão que é relevante, atual e merece ser colocada em pauta no Brasil”.
A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, também apontou o tema da Campanha da Fraternidade como atual e merecedor de discussão em todas as esferas da sociedade brasileira. “Não dá para não falar do meio ambiente. É preciso viver isso e discutir propostas ambientais viáveis em toda a sociedade brasileira. Nós apoiamos a iniciativa da CNBB e queremos dizer que estamos abertos para discussões sobre o tema com a sociedade”, disse a ministra. O senador Pedro Simon sintetizou o histórico de algumas das 47 campanhas da fraternidade já realizadas pela CNBB. Ele defendeu o projeto e disse que os parlamentares “devem se interessar em ler sobre as Campanhas da Fraternidade realizadas pela Igreja no Brasil ao longo de quase cinco décadas. Segundo ele, os temas propostos em cada edição são um rico “auxílio para a elaboração de planos de governo voltados para as reais necessidades do povo brasileiro”.

CNBB marca presença

O representante da CNBB na solenidade, o arcebispo de São Luis (MA), dom José Belisário da Silva, agradeceu a homenagem do Senado Federal à iniciativa da Campanha da Fraternidade, ao mesmo tempo em que lembrou que a CF “vem se constituindo num grande projeto de evangelização da Igreja no Brasil desde 1964”. Ainda segundo as colocações do arcebispo, a CF “tem prestado relevantes serviços à sociedade, pois ao longo de sua história, tem abordado temas de grande relevância, visando mobilizar pessoas, entidades e poderes públicos, em torno de uma realidade a ser transformada em prol da vida de todos”. Participaram também da sessão o bispo de Roraima, dom Roque Paloschi; o secretário executivo da Campanha da Fraternidade, padre Luiz Carlos Dias; e o assessor político da CNBB, padre José Ernanne Pinheiro

Fonte: CNBB

Pelo Blog: Acesse o link abaixo para ver o belíssimo discurso feito pelo Senador Pedro Simon do Rio Grande do Sul a respeito da Campanha da Fraternidade.

http://www.senado.gov.br/senadores/senador/psimon/videos/discursos/20110315_1538.wmv

CONVITE - Primeiro Pós Encontro ECC 2011

Queridos casais,
Para retomar nossas atividades, preparamos um momento especial.
Nesse domingo, 20 de março, iniciando com a Santa Missa, às 07:30h, na
Matriz de Nossa Senhora Aparecida, em Neópolis.
Esperamos por todos vocês.
Até domingo, fiquem com Deus.

ECC - Neópolis e Capim Macio
Equipe Dirigente
Siga nosso twitter: @eccneopolis

Missas com Oração de Cura e Libertação


É nesta quarta feira dia 16/03/11 as MISSAS com Oração de Cura e Libertação, celebradas em Neópolis, nos seguintes horários: 5h, 17h e 19:30.

PARTICIPE.
Procurai o alimento da Vida eterna Jo. 6,27

Vaticano lança páginas sobre João Paulo II no Facebook e Youtube


Faltam menos de 50 dias para a beatificação do Papa João Paulo II e as expectativas são, cada vez mais, crescentes. Com o objetivo de disseminar toda a vida e testemunho de santidade de Karol Wojtyla, o Vaticano criou páginas especiais no Facebook e Youtube.

Nos dois canais, os internautas podem acessar uma série especial de conteúdo multimídia que conta a história do futuro beato e uma seleção, sempre atualizada, dos principais eventos e temas do seu pontificado, que durou de 1978 até 2005.

Todo material foi disponibilizado pelo Centro Televisivo do Vaticano e os vídeos, áudios e textos são exibidos em diversos idiomas.

A iniciativa do Vaticano segue a orientação do Papa Bento XVI em suas reflexões sobre a evangelização e o uso das novas tecnologias. Em recente discurso na plenária do Pontíficio Conselho para as Comunicações Sociais, o Santo Padre afirmou que a transmissão da mensagem evangélica e dos exemplos de santidade daqueles que concretizaram em suas vidas esta mensagem podem ser realizadas através das novas ferramentas, a fim de propagar os verdadeiros valores espirituais.

"Hoje, somos chamados a descobrir, também na cultura digital, símbolos e metáforas significativas para as pessoas, que possam ajudar a falar do Reino de Deus ao homem contemporâneo", enfatizou o Pontífice sobre o modo de tornar atual os meios de evangelização.

Propósito da semana: Deixe de fazer algo de que você gosta

Quaresma é tempo de penitência, oração e jejum. Nesta semana, o missionário Alexandre de Oliveira convida você para praticar a penitência como propósito, deixando de fazer algo de que você gosta muito.

“Penitência é deixar de fazer algo em prol de algo muito maior, que é Deus. É uma forma de edificação, de controle do nosso corpo! E não fazemos apenas penitência com coisas ruins, mas também com coisas boas”, explicou.

Propósito significa “intenção original”, ou seja, Deus, quando nos criou, o fez com uma razão original. Há um desígnio de Deus Pai a nosso respeito, o qual não mudará de forma alguma, pois essa vontade está na origem de tudo. O próprio Senhor afirma que esse propósito divino é o que irá prevalecer em nossa vida.

Agora, se o próprio Deus tem Seu propósito, quem somos nós para não termos um também? Ter um objetivo de vida é importante e necessário. Contudo, é essencial que esse projeto de vida esteja em conformidade com o propósito do Senhor.

Algumas sugestões para penitência:

- Se você gosta muito de doce, deixe de comer nesta semana;
- Se sua preferência é refrigerante, prive-se dele;
- Se você fala muito, experimente silenciar;
- Se não consegue ficar sem fofocar, proponha-se a não falar da vida do outro;
- Se ama acordar tarde, disponha-se a acordar cedo.

Qual a melhor penitência a fazer?


Quem responde é o Santo Padre Pio di Pietrelcina:
"Faça a penitência de ser constante na prática do bem".

Terço dos Homens

Irmãos em Cristo,

Lembramos que o terço dos homens será terça-feira, 15.03.2011, às 19:30h. Sua presença é muito importante para a Igreja e muito mais para você mesmo. Convide outro irmão.
______________________________________


Quando o Terço dos Homens foi implantado na nossa Paróquia, foi um momento muito lindo.Vieram dois ônibus de homens da Paróquia de Santa Júlia de João Pessoa, coordenado pelo Pároco de lá, bem acolhidos aqui por Padre Nunes e até hoje continua duas vezes por mês,sendo: às primeiras e terceiras terças-feiras do mês. O terço dos homens tem uma metodologia própria de rezar para esse público, o que tem se tornado num momento de oração e evangelização muito especial da Paróquia. Já tivemos terços com mais de 240 homens. Hoje, esse número diminuiu um pouco, mas, nada para Deus é impossível. Em todas as passagens da bíblia, apesar da grandeosidade de Deus, Ele envolve as pessoas na realização de sua obra, o que torna a Palavra muito clara: "Faça sua parte que te ajudarei". Estamos convidando todos os homens que venham tomar conhecimento dessa mensagem para que nos envolvamos nessa obra de Maria que nos aponta o caminho de Jesus para que juntos cresçamos em Espírito e Graça e possamos levar essa mensagem Mariana para nossos lares e em todos os lugares onde formos. Vamos fazer nossa parte, que, com certeza, as Graças de Deus se derramarão sobre nós!

Informes para compreender e viver uma santa QUARESMA

Com a Quarta-feira de Cinzas, a Igreja inicia o período quaresmal, tempo de preparação para a celebração da Páscoa, momento ápice da liturgia e da vida da Igreja ao longo do ano. São quarenta dias de intensa preparo para celebrar bem a ressurreição do Senhor.

Em todo o período quaresmal renovam-se os apelos à conversão, ao abandono do pecado, à renovação da fé, à produção de frutos de justiça e caridade, ao avanço no conhecimento de Jesus Cristo e à correspondência ao Seu amor, visando uma vida santa.

Durante esse tempo, a Igreja exorta todos os cristãos a realizarem os exercícios quaresmais, entre eles, o jejum. Naturalmente, essa prática deve fazer parte da vida do cristão ao longo de todo o ano, mas, na Quaresma, deve ser exercida mais intensamente, também como forma de penitência.

Pelo jejum recorda-se que "não só de pão vive o homem, mas de toda palavra que vem da boca de Deus" (Mt 4,4). Por meio dessa penitência, o cristão é estimulado a desapegar o coração de todos os bens que acaso o impeça de amar e servir a Deus acima de todas as coisas. Praticar, retamente, a abstinência de alimentos o faz sentir a precariedade e a fugacidade da vida neste mundo e o ajuda a ordenar a existência para Deus. O jejum corporal faz parte das práticas espirituais de quase todas as religiões, dando-lhes um significado sagrado.

O jejum no tempo quaresmal também expressa nossa solidariedade a Cristo, preso, torturado, flagelado, coroado de espinhos, condenado à morte, crucificado e morto.

Ao jejuar, o cristão deve concentrar-se não somente na abstenção de alimentos ou de bebidas como também no significado mais profundo dessa prática. O alimento e as bebidas são indispensáveis para o homem viver, disso se serve e deve servir-se, mas não lhe é lícito abusar seja da forma que for. O jejum tem como finalidade nos levar a um equilíbrio necessário e ao desprendimento daquilo que podemos chamar de “atitude consumista”, característica da nossa civilização.

É preciso entender que a renúncia às sensações, aos estímulos, aos prazeres e ainda ao alimento ou às bebidas, não é um fim em si mesmo, mas apenas um “meio” a fim de preparar o caminho para conquistas mais profundas. A renúncia do alimento deve servir para criar condições para a vivência dos valores transcendentais. Por isso, essa prática espiritual não pode ser algo triste, enfadonho, mas uma atividade feliz e libertartadora.



O jejum e a Palavra de Deus

A Bíblia recomenda muito o jejum tanto no Antigo como no Novo Testamento. Jesus o realizou por quarenta dias no deserto antes de enfrentar o demônio e começar a vida pública; e o recomendou por diversas ocasiões. “Quanto a esta espécie de demônio, só se pode expulsar à força de oração e de jejum” (Mt 17,20). “Boa coisa é a oração acompanhada de jejum, e a esmola é preferível aos tesouros de ouro escondidos” (Tb 12,8).

Na "palavra de ordem" supracitada no livro do profeta Joel (cf. Jl 2, 12-13), Deus diz que é muito mais necessário "rasgar o coração" do que as vestes. Esta Palavra se aplica muito bem ao jejum, porque muito mais do que ficar sem comer isso ou aquilo, deve-se repassar para os menos favorecidos tudo o que não é consumido e o que é excedente. O jejum bem feito também nos dá a possibilidade de reconhecer as nossas faltas e misérias, porque, por meio dele, vemos o quanto ainda somos egoístas e mesquinhos.

A Igreja chama o jejum de “remédio contra o pecado”; pois essa atividade ajuda a todos a vencer o maior mal deste mundo: o pecado. Essa prática fortalece o espírito contra as tentações da carne, liberta e abre o ser para os valores superiores da alma.

A Igreja Católica Apostólica Romana coloca como preceito o jejum na Sexta-feira da Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo e na Quarta-feira de Cinzas, no entanto, é possível e recomendável lançar mão dessa arma eficaz todas as sextas-feiras, como pede Nossa Senhora em suas aparições em Fátima, Portugal.

O jejum que agrada a Deus vai muito além das práticas de mortificação ou abstinência. O verdadeiro jejum deve partir do coração, provocar libertação e mudança de vida, ou seja, de comportamento. Senão, de nada vale, visto que a maior prova da vida de oração e jejum é o bem comum, cujo objetivo deve mudar o comportamento de quem o pratica com Deus e com os irmãos. De que adianta rezar muito e fazer exercícios espirituais se o comportamento de quem os pratica não muda?

Os santos sempre fizeram do jejum uma arma poderosa contra as forças malignas. A fé exige atos práticos e concretos, que revelem os resultados da conversão.

Quem pode fazer jejum


Todos podem jejuar. Sejam idosos ou estejam cansados ou doentes; sejam gestantes, mães que amamentam, jovens ou adultos. Todos podem praticá-lo sem que isso lhes faça mal. Muitas pessoas não jejuam, porque não sabem fazê-lo. Imaginam que seja uma coisa muito difícil e dolorosa, que não vão conseguir fazer.

É muito importante dizer que o jejum não existe para que as pessoas passem fome. Muitas delas, nesses dias [de jejum], acabam pecando mais do que em outros dias, porque não levam em conta seus limites físicos, biológicos, e não se alimentando corretamente, ficam mal-humoradas, colhendo deste dia de "jejum" somente frutos de mal-estar, brigas e indisposição para rezar. Um erro muito comum é jejuar sem tomar café da manhã. Ao agir dessa forma, na verdade, começa-se a jejuar a partir da última refeição feita, na véspera, e não pela manhã.

Essas pessoas, mal-informadas, acabam passando mal e ficando com dor de cabeça, que em geral começa bem cedo. Ora, mal-estar não é o objetivo do jejum. Além disso, trata-se de uma coisa que deixa a pessoa indisposta o resto do dia, que a torna irritadiça e sempre pronta a perder a paciência. E isso é totalmente oposto ao que se espera conseguir jejuando.

Existem várias modalidades de jejum. No entanto, serão apresentados somente os quatro tipos mais comuns que poderão ser de grande proveito.

Deus abençoe o seu jejum!

Conheça os tipos de jejuns recomendados:

:: Jejum da Igreja



:: Jejum a pão e água




:: Jejum completo

Curso de Formação de Agente da Pastoral

Caros amigos,

A Pastoral Familiar informa sobre o Curso GRATUITO de Formação de Agente da Pastoral:

Data: 19/03 – Sábado
Horário: 14:30 às 20:00 horas
Local: Escola Instituto Brasil/Universidade UVA – Cidade Satélite


Observações:
· Fica o pedido de que os caros agentes possam confirmar a presença no menor espaço de tempo possível, para que se possa providenciar a infra-estrutura, material didático e alimentação proporcional ao número de pessoas que realmente venham a atender ao curso.
· O Curso de Formação é importantíssimo para o bom serviço e o fortalecimento da Pastoral Familiar, portanto todos os agentes estão convocados a participar;
· Essa oportunidade impar, também está aberta para agentes de outras pastorais, movimentos e serviços, bem como para qualquer pessoa que tenha interesse no serviço pastoral;
· O número de vagas é limitado, portanto solicitamos sua confirmação até terça-feira próxima, 15/03, via email ou até quinta-feira, 17/03, na reunião da Pastoral Familiar, que irá acontecer no Centro Pastoral de Neópolis as 20:00 horas, ou ainda na secretaria da paróquia até a mesma data (17/03).

Abraços, paz e bênçãos,

Sérgio & Danielle
Setor Pré Matrimonial
Informações:
9997 4765 ou 9916 0510

Natal sediará lançamento regional da Campanha da Fraternidade



A Arquidiocese de Natal viverá uma intensa programação, a partir de quinta-feira, à noite, até sábado, dia 12. Será o lançamento da Campanha da Fraternidade 2011, em nível de Regional Nordeste 2, da CNBB, formado pelas 21 Arquidioceses e Dioceses dos estados do Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Alagoas. A programação iniciará no dia 10, às 19 horas, no Hotel Imirá, na via costeira de Natal, com jantar oferecido para autoridades, imprensa e bispos do Regional.

Na sexta-feira, 11, das 8 às 17h30, também no Imirá, será realizado um Seminário, cujo tema é: “Quem desmata a terra, semeia inferno”, uma frase do Pe. Cícero Romão Batista. Os palestrantes serão Pe. Zezinho,


Cartaz da CF 2011
cantor e compositor; Gabriel Chalita, deputado federal paulista e apresentador de programa na TV Canção Nova; Ivo Poletto, teólogo, sociólogo e assessor de Cáritas Brasileiras; e Francisco Alexandre, professor do Departamento de Física e coordenador da pós-graduação em mudanças climáticas, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN. Só poderá participar do seminário quem fez, antecipadamente, a inscrição.

No dia 12, às 8h30, na Catedral Metropolitana, será celebrada missa, com a participação dos bispos das dioceses do Regional. Após a missa, os fiéis sairão em caminhada até à Pedra do Rosário.

Nas paróquias, a coordenação arquidiocesana sugere que o lançamento aconteça no domingo, dia 13.

Natal receberá visita da imagem do Pai Eterno e do Pe. Robson de Oliveira


O reitor do Santuário Basílica do Pai Eterno, em Trindade (GO), Pe. Robson de Oliveira Pereira, visitará a Arquidiocese de Natal, dia 13 de março. Às 17h30, ele presidirá missa, em frente à Catedral Metropolitana. A celebração será transmitida pela Rádio Rural de Natal e pela Rede Vida de Televisão. Antes da missa, na Catedral, haverá uma programação de acolhida aos fiéis, iniciando às 13h, com louvor, pregações e atendimento de confissões. Às 14h, terá adoração ao Santíssimo Sacramento. Às 15h, será realizado show de evangelização, em frente à Catedral. Às 16h30, será a chegada do Pe. Robson, conduzindo a imagem do Divino Pai Eterno.


Pe. Robson é membro da Congregação dos Missionários Redentoristas e, desde 2003, está à frente do Santuário Basílica, em Trindade (GO). Para divulgar a devoção ao Divino Pai Eterno, ele utiliza os Meios de Comunicação. Atualmente, está, diariamente, na Rede Vida de Televisão, rezado a novena dos Filhos do Pai Eterno, e a da Perpétuo Socorro. A Rede Vida também transmite, todos os domingos, às 17h30, a missa, presidida pelo Pe. Robson.


Em 2009, o reitor do Santuário Basílica deu início a um projeto de levar a imagem do Pai Eterno a várias cidades brasileiras. O projeto fazia parte das comemorações dos 170 anos de devoção ao Pai Eterno, nas terras goianas, completados em 2009. Nos últimos domingos do mês de fevereiro, ele esteve em Salvador (BA) e em Maceió (AL). Em cada cidade, milhares de pessoas participam da celebração.

Vamos refletir sobre, no DIA DA MULHER

Sem o papel fundamental da mulher a humanidade perecerá, a última criatura que Deus criou foi a mulher; “tirada” do homem; com a mesma dignidade dele para ser-lhe “companheira adequada” (cf. Gen 2, 18) e para ser com ele “uma só carne” (Gen 2, 24). Um foi feito para o outro, completamente diferentes, no corpo e na alma, na voz e na força, nas lágrimas e na sensibilidade. Ao casal humano Deus entregou o destino do mundo: “Crescei e multiplicai, enchei a terra e submetei-a” (Gn 1, 28).Assim, o casal humano – homem e mulher – foram colocados por Deus como o fundamento da humanidade e da sociedade; destruir este arquétipo divino é destruir a própria humanidade. A mulher foi moldada por Deus para ser, sobretudo, mãe e esposa: delicada, meiga, compassiva, generosa, paciente. Um perigoso feminismo, “avançado”, tende a igualar entre si homem e mulher, destruindo a beleza da diferença dos dois sexos, especialmente a da mulher. É a perigosa ideologia de “gênero”, que destrói a humanidade na sua raiz. Muitas vezes, a palavra “gênero” aparece hoje no lugar da palavra “sexo”, com o intuito de eliminá-lo. Em vez de se falar de “diferença entre os sexos”, fala-se de “diferença entre os gêneros”. Essa palavra esconde toda uma perigosa ideologia.

A origem deste perigoso feminismo vem do filósofo alemão, amigo inseparável de Karl Marx, Friedrich Engels (1820-1895), juntos fundaram o chamado “socialismo científico” ou marxismo. Engels dizia: “O primeiro antagonismo de classes da história coincide com o desenvolvimento do antagonismo entre o homem e a mulher, unidos em matrimônio monógamo, e a primeira opressão de uma classe por outra, com a do sexo feminino pelo masculino” [“The Origin of the Family, Property and the State", International Publishers, New York , 1972, pp. 65-66. 2].

De acordo com a doutrina marxista, não há conciliação possível entre as classes, há que se eliminá-las. Seguindo a mesma linha, o feminismo atual, com bases no marxismo, não deseja simplesmente melhorias para as mulheres, mas sim, eliminar as “classes sexuais”. Diz a feminista radical Shulamith Firestone, em seu livro “The Dialectic of Sex” (A dialética do sexo): “(…) assegurar a eliminação das classes sexuais requer que a classe subjugada (as mulheres) faça uma revolução e se apodere do controle da reprodução, que se restaure à mulher a propriedade sobre seus próprios corpos, como também o controle feminino da fertilidade humana, incluindo tanto as novas tecnologias como todas as instituições sociais de nascimento e cuidado de crianças (…) a meta definitiva da revolução feminista deve ser igualmente não simplesmente acabar com o privilégio masculino, mas com a própria distinção de sexos: as diferenças genitais entre os seres humanos já não importariam culturalmente”.

A respeito da mulher que opta por ficar em seu lar cuidando dos filhos, diz a feminista Christina Hoff Sommers: “Pensamos que nenhuma mulher deveria ter esta opção. Não se deveria autorizar a nenhuma mulher ficar em casa para cuidar de seus filhos. A sociedade deve ser totalmente diferente. As mulheres não devem ter essa opção, porque se essa opção existe, demasiadas mulheres decidirão por ela” [Sommers, Christina Hoff. Who Stole Feminism?, Simon & Shuster , New York , 1994, p.257].

A civilização atual atravessa uma fase de rápido declínio moral. É a mulher, não-contaminada pela mentalidade dominante, com a sua intuição, sua preferência pelo amor profundo e estável, pela fraternidade e pela fé religiosa, que deve exercer uma tarefa muito elevada, indispensável para ajudar o homem a alcançar os valores superiores.

Hoje, a opinião pública pressiona psicologicamente a mulher para que ela se realize “superando o homem”, de forma a que busque o sexo mais que o amor; o trabalho e a ciência mais que a geração e a educação dos filhos; o racionalismo mais que a fé; o feminismo e o conflito mais que a ternura; a igualdade de pensamento e de obrigações sociais mais que a complementaridade. Isso destrói a beleza original dela.

O Papa Paulo VI ressaltava que “se o homem tem o primado da razão, a mulher tem o primado do coração”; e este não é menos importante. Por isso, a mulher não pode se afirmar na sociedade querendo copiar os erros do homem: corrupção, fraude, violência, aborto, eutanásia, exploração do sexo, cultura da morte, endeusamento da glória, do dinheiro e do prazer… Ao contrário, ela precisa trazer uma nova alma à sociedade, fruto da sua beleza e do seu amor.

Infelizmente, a própria mulher aceita e permite comercializar brutalmente o seu corpo, por dinheiro e glória, como se fosse uma coisa e não uma pessoa. Além disso, defende-se que a gravidez é incompatível com o seu contrato de trabalho, e muitas até aceitam a imposição do aborto para não prejudicar a profissão.

O feminismo divulgou a ideia de que quem está fora do mercado de trabalho não tem valor. Por isso, há hoje uma geração de mulheres que não têm filhos; ou têm apenas um. O que será desse casal quando ambos envelhecerem? A família é quem oferece os cuidados básicos às pessoas idosas. Se muitos casais não tiverem filhos, haverá uma mudança drástica na sociedade, com muitos idosos sem amparo familiar. Hoje, é comum velhos morrerem sozinhos em seus apartamentos na Europa. Por outro lado, velhinhos fogem dos asilos da Holanda para a Alemanha com medo da eutanásia.

O feminismo foi responsável por difundir essa visão de que apenas o trabalho importa e nada mais vale a pena. Com isso, muitas mulheres abandonaram a vida conjugal e familiar. Chegaremos a um ponto em que a sociedade vai entrar em pânico pela nova conjuntura, especialmente pela falta de crianças, como já acontece em toda a Europa.

Há nitidamente no mundo hoje uma ação deliberada para “desconstruir” a família, e os principais pontos dessa estratégia estão em desvalorizar o casamento e a maternidade. Jamais a mulher poderá se realizar mais em outra vocação do que na maternidade. É aí que ela coopera – de maneira mais extraordinária – com Deus na obra da criação e, consequentemente, é aí que ela encontra a sua verdadeira realização. São Paulo afirma a Timóteo que: “A mulher será salva pela maternidade” (1Tm 2,15).

Assim se expressou o Papa João Paulo II: “Não há dúvida de que a igual dignidade e responsabilidade do homem e da mulher justificam plenamente o acesso da mulher às tarefas públicas. Por outro lado, em geral reservadas ao homem” (Exortação Apostólica “Familiaris Consortio”, 23).

Sem o papel fundamental da mulher – como mãe e esposa, segundo o plano original de Deus –, a humanidade perecerá.

Professor Felipe Aquino
felipeaquino@cancaonova.com
Prof. Felipe Aquino, casado, 5 filhos, doutor em Física pela UNESP. É membro do Conselho Diretor da Fundação João Paulo II. Participa de aprofundamentos no país e no exterior, escreveu mais de 60 livros e apresenta dois programas semanais na TV Canção Nova: “Escola da Fé” e “Trocando Idéias”.
Saiba mais em Blog do Professor Felipe

Igreja prepara os fiéis para a vivência da Quaresma

A Igreja Católica e os seus fiéis começarão a vivenciar o Tempo da Quaresma a partir da quarta-feira de cinzas, dia 9 de março, até a missa da Ceia do Senhor, em 24 de abril. “É o tempo de preparar a celebração da Páscoa”, diz o Diretório de Liturgia da Igreja no Brasil. Na mensagem para a abertura da Quaresma deste ano, o Papa Bento XVI a define assim: “... é o momento favorável para reconhecer a nossa debilidade, acolher, com uma sincera revisão de vida a Graça renovadora do sacramento da Penitência e caminhar com decisão para Cristo”.

Neste tempo, “a Igreja nos convida a uma revisão sincera da nossa vida, à luz dos ensinamentos evangélicos”, lembrava o Papa Bento XVI, na mensagem que publicou para a Quaresma, em 2010. João Paulo II, em 1980, numa carta dirigida à Diocese de Roma, assim descreveu a Quaresma: “Recorda o caminho que nos indicou o Senhor, com o seu jejum de 40 dias, no princípio de sua missão messiânica”.

COMUNICADO

A Paróquia Nossa Senhora Aparecida informa que excepcionalmente no próximo domingo, dia 06/03/11 - não haverá missa da noite(19h30). Será realizada "apenas" a missa da manhã, às 07:30. Lembramos ainda que a MISSA DE CINZAS será celebrada às 19h30 do dia 09/03/11.

RENASCER 2011 - NATAL/RN

RETIRO DE CARNAVAL

Venha você também participar do RENASCER 2011. Retiro de CaRnAvAl promovido pela Comunidade Católica Shalom. Teremos momentos de louvor, oração, adoração, pregação, peças teatrais, standes e muita música. Informações: 3082-8117. ENTRADA FRANÇA. Local: Colégio Maria Auxiliadora. Dias 6,7 e 8/03/11 a partir das 8h

PROJETO CAFÉ E DEBATE - CURSOS 2011 - PAULUS LIVRARIA

MESA REDONDA SOBRE A CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2011

Tema: Fraternidade e a Vida no Planeta
Lema: “A criação geme em dores de parto” (Rm 8,22)

Objetivo: Contribuir para a conscientização da sociedade sobre a gravidade do aquecimento global e das mudanças climáticas. Refletir sobre ações que visam enfrentar o problema e preservar as condições de vida no planeta.

Facilitadores:
Pe.Matias Soares (mediador);
Pe.Alcimário – Coordenador arquidiocesano da ECAM
Pe.José Nazareno, Ms. em Filosofia;
Prof.Ruben G Nunes, Dr. em Filosofia (UFRN);
Profº. Magnus Gonzaga – Esp. em Meio Ambiente;
Calazans Bezerra– Secretário de Gabinete da Prefeitura
Data: 26 de fevereiro de 2011.
Horário: 8h30 às 13h.
Público-alvo: Padres, Diáconos, Religiosos, leigos e demais interessados na área.
Livros: Texto-base da CF 2011.

Outros: O curso será realizado no auditório da Paulus Livraria e as inscrições deverão ser feitas com no máximo uma semana de antecedência, no valor de R$ 5,00.

Informações e inscrições Paulus Livraria
Rua Coronel Cascudo, 333
Cidade Alta - Natal-RN
Fone: 3211-7514 / 3211-2557

ARTIGOS E NOTÍCIAS > PAPA E SANTA SÉ

Cristãos devem viver como filhos de Deus, diz Papa

Pontífice explica o que é a perfeição cristã

CIDADE DO VATICANO, domingo, 20 de fevereiro de 2011 (ZENIT.org) - A perfeição cristã é "viver com humildade como filhos de Deus, cumprindo concretamente sua vontade", afirmou neste domingo Bento XVI, ao introduzir a oração do Angelus.

Assomando-se à janela de seu apartamento para rezar com os peregrinos na praça de São Pedro, o Papa quis comentar a passagem do Evangelho deste domingo: "Sede perfeitos como é perfeito o Pai que está no céu".

"Mas quem poderia chegar a ser perfeito?", perguntou. Citando São Cripriano, explicou que "à paternidade de Deus deve corresponder um comportamento de filhos de Deus, para que Deus seja glorificado e louvado pela boa conduta do homem".

"Quem acolhe o Senhor em sua própria vida e o ama com todo o coração é capaz de um novo início. Consegue cumprir a vontade de Deus: realizar uma nova forma de existência animada pelo amor e destinada à eternidade", disse.

"Se formos verdadeiramente conscientes desta realidade, e nossa vida for profundamente moldada por ela, então nosso testemunho converte-se em claro, eloquente e eficaz."

"Quando todo o ser do homem, por assim dizer, se mesclou com o amor de Deus, então o esplendor de sua alma se reflete também no aspecto exterior", disse, citando João Clímaco.

"Grande coisa é o amor - prosseguiu o Papa, citando a Imitação de Cristo -, um bem que faz leve cada coisa pesada e suporta tranquilamente toda coisa difícil. O amor aspira a subir ao alto, sem ser barrado por nada terreno. Nasce em Deus e só em Deus pode encontrar repouso".

Igreja define programação de abertura regional da CF

Jantar, seminário, celebração eucarística e caminhada compõem a programação de abertura da Campanha da Fraternidade 2011, em nível de Regional Nordeste 2, e que acontecerá em Natal. No dia 10 de março, será oferecido um jantar para a imprensa, autoridades e bispos das dioceses do Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Alagoas, no Imirá Plaza Hotel, via costeira de Natal. No dia 11, também no Imirá, será realizado um seminário, com o tema: “Quem desmata a terra, semeia inferno”,uma frase dita pelo Pe. Cícero Romão Batista. Quatro palestrantes estão confirmados: Pe. Zezinho, cantor e compositor; Gabriel Chalita, Deputado Federal, pelo estado de São Paulo; Ivo Poletto, teólogo, sociólogo e assessor de Cáritas Brasileira; e Francisco Alexandre, professor do Departamento de Física e coordenador da pós-graduação em mudanças climáticas, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN. As inscrições para o Seminário já estão abertas e podem ser feitas na sala do Setor Social da Arquidiocese, no Centro Pastoral Pio X - subsolo da Catedral, de segunda a sexta-feira, pela manhã e à tarde. A taxa de inscrição é de trinta reais, dando direito a lanche e almoço. No dia 12, na Catedral Metropolitana, será celebrada missa, com a participação dos bispos do Nordeste 2. Depois da missa, haverá caminhada pelas ruas do centro da cidade.

"Uma Paróquia Samaritana em formação para a missão"


Em clima de oração, espiritualidade, comprometimento e alegria a Paróquia de Nossa Senhora Aparecida iniciou suas atividades, realizando neste sábado (19) na Igreja de Neópolis e no domingo (20) no colégio Salesiano Dom Bosco a Assembléia Pastoral, cujo lema: "Uma paróquia samaritana em formação para a missão", tendo como eixos orientadores da Ação Pastoral Paroquial para 2011: formação, acolhimento e missionariedade.